Saturday, April 30, 2011

Miscelânia....

Depois de tanto tempo sem escrever, acho que algumas pessoas devem ter pensado que alguma coisa aconteceu. Sim, e aconteceu, eu estava completamente sem inspiração.
Não sei se isso acontece com vocês também. Às vezes estou louca cheia de idéias e coisas para fazer, em compensação, tem outras que vejo um monte de fotos e projetos, mas nada me dá um clique. Na verdade eu continuo meio assim, mas queria mostrar algumas coisinhas para vocês.

Já faz um tempão que eu estava querendo umas florzinhas para alegrar a casa e há umas duas semanas eu e o Pedro fomos em uma floricultura e compramos algumas coisinhas. Estava SUPER empolgada, descobri que gosto de mexer com terra e coisinhas assim! Além das plantinhas novas, resolvi usar umas xícaras, que recebemos como brinde quando viemos morar aqui, para tentar fazer uma hortinha. Já tinha tentado uma vez e não tinha dado certo, mas não quis desistir delas.
O dia do plantio... olha como eu estava feliz com elas!
Hortinha em canecas ...

A notícia boa é que a hortinha está crescendo, pensei que não ia vingar igual da outra vez. Como as xícaras não são furadas embaixo, eu umideci bastante a terra antes de jogar as sementes e agora eu só borrifo água por cima.
Olha como que elas cresceram!

A notícia triste é que as florzinhas da floricultura estão morrendo assim como a arvorezinha. Ah nem viu... acho que já fiz tudo o que podia. Deixo elas do lado de fora, não molho muito, às vezes molho mais duas para saber se é isso e nada, elas continuam morrendo. Alguém sugere alguma coisa? Já não sei mais o que fazer! Alguns podem achar estranho, mas eu realmente fiquei triste com isso...

Agora a foto de algumas coisinhas que eu fiz ....

Esse quadrinho tinha um desenho de uma bicicleta e uma frase. Resolvi trocar por esse desenho, que me inspirei em uma foto que vi e não sei mais de onde é...

Eu guardo quase tudo... garrafas, vidros, potes e latas. Limpo eles direitinho, lavo quando possível e deixo arejando. Sempre acho que vou encontrar alguma serventia para eles. Estava pensando o que fazer quando achei um papel fofo, aí resolvi encapar umas, olha como ficou:

Eu não diminuí o tamanho não, a lata da direita era uma promoção muito boa, só depois que reparamos que vinha menos =(
Nescau que minha querida sogra manda para a gente =)
Esse caderninho comprei 3 em uma super promoção. Ele era bonitinho, fundo marrom e poá azul. Coloquei ele como o meu caderno de receita. Achei que com esse papel ele ficou com muito mais cara de caderno de receita!
Esse foi o resultado final. Tinha muito mais coisa para forrar, mas comprei só duas folhas de papel. Quando decidir o que vou fazer com elas posto aqui. Por enquanto estão só enfeitando =)




Thursday, April 21, 2011

10 meses de casados!!!


Ontem completamos 10 meses de casados e hoje, completam 7 meses que estamos em Wichita.
Temos visto e provado do amor do Senhor a cada dia!


"Oh! Provai e vede que o Senhor é bom." Salmo 34:8

Sunday, April 17, 2011

Mais sobre botânica...

Ontem quando eu escrevia o post da Botânica, queria ter contado uma coisa, mas achei que seria muita informação e o post já estava muito grande. Entretanto, mudei de idéia depois que a Rê deixou um comentário.

Antes de me casar ano passado, comecei a pesquisar sobre casamento, para saber o que eu queria, alternativas para deixar as coisas um pouco mais baratas, lugares, vestidos, bouquets, cerimoniais, decoradores, quem já casou sabe o tanto de coisa que tem que olhar. Até aí, tudo bem! O problema foi depois do casamento, continuei olhando as mesmas coisas de casamento. Antes que alguém pergunte, amo estar casada com o Pedro e desejo que a gente continue junto atéeeeee o Senhor voltar e não, eu não me arrependo de nada que eu fiz. Então porque eu continuo olhando coisas de casamento? Não tenho idéia! Continuo achando tudo lindo e separando as fotos que eu gosto. Quando fico sabendo que alguma conhecida, ou amiga vai casar, ichi, sobrecarrego o e-mail com fotos, sites, blogs e assim vai! Né, Laurinha?
A Rê, que deixou o comentário, como citei acima, foi a minha cerimonialista. Continua sendo uma pessoa que eu converso e às vezes a pergunto se eu sou louca por continuar olhando coisas de casamento. Ela me fala que ela também adora, a diferença é que ela é uma cerimonialista e eu sou uma bióloga!

Estou falando isso tudo, porque ontem na Botânica, uma das primeiras coisas que eu pensei, não foram os bouquets como a Rê, mas sim: "Nossa! Esse lugar seria PERFEITO para um casamento!". Falei isso alto com o Pedro, por isso ele é a minha testemunha. Fiquei pensando onde colocar o altar e coisas assim, até que chegamos nesse lugar...

Ops, essa foto ficou meio torta...

Eu achei MUITO LINDO! O caminho da entrada da noiva é cheio de tulipas, a grama estava verdinha e essa árvore no fundo, deu o tcham! Com tudo isso eu acho que nem precisariam de arranjos de flores, pois ela só sobrecarregariam uma paisagem simples, mas LINDA! Talvez umas luzinhas na árvore, uns panôs e uns arranjos nas cadeiras da passarela, sem tapete também. Ok, parei, porque o Pedro não quis casar de novo =(, não conheço ninguém que vai casar aqui em Wichita, então para que ficar pensando nisso, né?

Só mais uma coisinha, se alguém ler isso e gostar do lugar, são U$2.000,00 incluindo um salão de festas =)...

Saturday, April 16, 2011

Botânica =)

A primavera chegou!!! Eu já tinha falado isso??? Estou amando essa transformação. De uma hora para a outra a grama está verde, as árvores tem flores, tudo começa a ficar colorido. A temperatura também melhorou, mas ainda está um pouco louca. Temos dia em que a máxima vai até 25, e tem uns que não passam de 10. Ontem a mínima foi zero e a máxima 10, choveu e ventou o dia inteiro. Em compensação hoje, hum... que delícia! O céu estava lindo, sem nenhuma nuvem, a temperatura estava um pouquinho baixa, mesmo assim aproveitamos para ver o Jardim Botânico, que eu estava louca para conhecer.

Descobri que existia Jardim Botânico aqui em Wichita no inverno e queria muito ir, mas achei que não veria nada além de grama amarela, pinheiro e neve, o que basicamente tinha em qualquer lugar da cidade. Então achamos por bem esperar até a primavera. Não tinha muitas expectativas quanto ao lugar, queria ver flores, mas quando chegamos lá... ahhhh! Que coisa mais linda! Os jardins, as flores, as estruturas, os banquinhos, os laguinhos... tudo era lindo e de muito bom gosto!

Acho que nem vou escrever muito, vou deixar vocês verem as fotos. Tem coisas que são impossíveis de descrever, né? O pensamento que veio na minha cabeça foi: Deus, que criação maravilhosa, que tanto de flor, borboleta, passarinhos e árvores, obrigada!



Estufa de amor-perfeito...
Tulipa...
Tulipa...
tulipa (bordinha picotada)...

e tulipas pelo caminhos.
Apesar de ser um mato, gosto muito de dente-de-leão =)
Olha quem foi nos ver!!!
Oh, mais tulipa!
Jardim das borboletas (olha o detalhe do banco)...

O dia foi uma delícia! Espero que as nossas fotos retratem para vocês o lindo Jardim Botânico de Wichita!

Tuesday, April 12, 2011

Voltei!!!

Não, eu não viajei de novo, mas pelo jeito tirei umas férias aqui do blog. Depois de ter escrito todos aqueles posts sobre NY, senti que precisava de um tempinho, rsrsrs.
Além disso, estava escrevendo enquanto o marido viajava, ele voltou e o tempo livre é reduzido, né?

Quando voltamos de NY, tudo o que eu queria era uma primavera bem gostosa! E foi mais ou menos o que tivemos na hora que saímos do aeroporto. Quer dizer, mais ou menos, porque deu uma nevadinha básica, mas tive uma esperança quando eu vi a grama verdinha e umas árvores brancas espalhadas por toda a cidade!
Fazia tanto tempo que eu só via galho e grama amarela, fiquei tão feliz e tão ansiosa.

Logo depois que o Pedro foi para Tampa, a trabalho, fez um dia lindo aqui e eu resolvi sair para tirar foto das arvorezinhas brancas. Sem palavras... vou colocar as fotos e vocês vão entender!
Essa é a visão que tínhamos... árvores branquinhas. Algumas já estavam começando a ter folhinhas.

Olha o detalhe das florzinhas...

Além das árvores branquinhas, que eu descobri serem de pera, mas não dão fruta, tem essa que é meio roxinha. Também é linda!
Detalhe das florzinhas...

Essa flor também é comum aqui, essa estava na entrada do nosso condomínio. Apesar da flor morrer depois de uma semana, ela alegra enquanto está abertinha!
O vento é provavelmente uma coisa que nunca vai acabar ou diminuir aqui... o pior é que parece que a temporada de furacões está começando =(...

Bjos

Monday, April 4, 2011

New York - Parte 7

Acho que hoje vai ser o último post dessa série. Sinceramente, estou adorando escrever. Sempre tive vontade de escrever sobre alguns fatos marcantes e engraçados que aconteceram comigo, para poder lembrar no futuro, mas nunca consegui. Agora com o blog, sinto como um incentivo, escrever bem, com detalhes, fotos, o que seria complicado de fazer à mão. Gosto de saber que daqui a alguns anos, mesmo que eu pare de escrever o blog, eu vou poder reler os posts e lembrar do tempo precioso que o Senhor tem nos dado aqui.

O último dia foi "tisti". Acordamos mortos, para variar só um pouquinho. Quem adivinha onde que a gente tomou café? Rsrsrsrs... pegamos o metro e fomos para o Central Parque, pois iríamos conhecer o Zoo. Na nossa primeira programação de viagem, colocamos visitar o Zoo do Bronx, que falam muito bem, mas seria na quarta-feira pois nesse dia a entrada é franca. O problema foi que quarta feira choveu e fica bem complicado de visitar o Zoo com chuva, por isso tivemos que fazer uma pequena mudança.

Quem imagina que o Zoo do Central Parque tem um leão, que é a atração principal, uma Zebra saltitante, uma girafa meio corcunda, depressiva e hipocondríaca e pinguins inteligentes? Eu pensava! Tá bom, não com tantos detalhes, mas eu realmente pensei que lá tinha leão, girafa e zebra como no filme Madagascar. Não entendi, para que inventar tantos animais que não tem lá? Não podiam ter fingido que o Zoo era o do Bronx?

Voltando... quando chegamos ao Zoo, apesar de ter descoberto que não tinha leão, achei ele tão bonitinho, vocês vão ver nas fotos. A primeira atração foi a alimentação das focas, com direito até a um super mergulho de cima de uma pedra. Vimos pinguins, umas aves do polo norte, urso polar, macacos da neve, urso panda vermelho, uma floresta tropical com várias aves, sapos, morcegos e uns outros mamíferos não identificados. O Zoo, não é muito grande, mas é bem arrumadinho e foi divertido.
O Zoo tem esse telhado de madeira e essas trepadeiras nas paredes.
O mergulho da foca...
Ohh... pinguins. Amo eles. Quem acha que se abraçar eles bem forte, eles vão escapulir pelo braço de tão lisinho? Euuuuu...

Ursos polares, urso panda vermelho, macacos da neve e um ... mamífero =).
Sapinho e ganso.
Acho muito incrível esse contraste natureza cidade...


Apesar de já termos ido na Biblioteca Central, gostamos do parquinho que estava fechado e queríamos ver ela por dentro. A Biblioteca é ENORME! Vimos bem pouco dela, mas é cheia de salas para aula, outras para pesquisa e imagino que outras com as relíquias...
No parque...
... tem umas lanchonetes bem legais, mas parece que elas não abrem no inverno.
A frente da Biblioteca Central
Olha o Pedro lendo o livro na Biblioteca, cof cof, fingindo... isso era um dos catálogos para procura de livros.

O passeio foi bem rapidinho, entramos tiramos umas fotos, fizemos umas poses e saímos em direção ao Soho. Gostei tanto de lá que queria voltar e não só isso, queria visitar uma loja que tinha visto na internet cheia de coisas de costura, trico, crochê e afins... olha que beleza de loja!

Além dela, descobrimos uma loja chinesa LOTADA de coisinhas baratas. Ficamos lá um tempão, acho que mesmo se voltasse lá outras vezes ainda descobriria coisas novas. E assim foi o fim do nosso dia, passeando pelo Soho e comprando as últimas coisinhas.

Chegar em casa a noite foi muito triste, porque sabíamos que o fim estava próximo. O vôo do Pi e da Taly saía bem cedo, então eles teriam que acordar mais ou menos às 4 da manhã. E nos despedimos assim, meio dormindo, meio acordado... acho que foi um bom jeito, pois não deu para chorar.

No outro dia nem sei como acordamos, estávamos mortos. Ajeitamos o quarto, deixamos um bilhete de despedida para o Paolo, verificamos se não tínhamos esquecido nada e pé na estrada. Não passamos pelo Dunking Donnuts, e fomos à pé até o ponto de ônibus. Estávamos tão cansados, que nem falar eu não queria. Nossos rostos estavam tão inchados que nas únicas fotos que tiramos estávamos de costas...
No aeroporto fizemos o check in e fomos tomar um café, adivinha onde? rsrsrs...

Depois de algumas horas, para mim e para o Pedro e MUITAS para o Pi e a Taly, todos chegamos bem em casa, apesar de estar faltando um pedaço de mim que foi junto com o Pi e com a Taly e até hoje enquanto escrevo esses posts sinto uma dorzinha lá no fundo da parte que eles levaram. Comecei falando isso e vou terminar falando isso: Deus deu para mim e para o Pedro um oásis no meio do deserto!

P.S.: O post de hoje foi meio tristinho né? Engraçado que enquanto escrevia essa série de posts fui revivendo os nossos dias e hoje revivi o último dia e as nossas últimas horas juntas. Vou ver se coloco mais fotos, agora que tenho as do Pi e da Taly e também um video que fizemos sobre as moedinhas!