Sunday, April 3, 2011

New York - Parte 6

Sexta feira o dia estava ensolarado, por isso aproveitamos para passear no Central Park. Pegamos o nosso café da manhã e fomos para lá. Chegamos no meio do Parque, pois sabíamos que seria uma ilusão tentar percorrer ele todo.
Assentamos no primeiro banco com sol, estava bem friozinho...
Café da manhã no Central Park.

Passeamos pelo laguinho, passamos pela ponte, brincamos no balanço, vimos o Museu Metropolitano de Arte (só a lateral dele =)), ...

Laguinho...
Pontezinha...
Curtindo o solzinho para afastar o frio....
brincando...
Brincando mais...
Contraste natureza e cidade, isso é muito bacana...
Árvore toda florida, mostrando que a Primavera está chegando...
Castelo...
Pirulito da praça sete, ao lado do Museu Metropolitano de Arte.
Mais contraste. Fiquei super admirada com o tamanho do Parque no MEIO da cidade!
...até chegar ao rink de patinação. A nossa idéia era patinar no domingo, mas final de semana é mais caro. Então pensamos em patinar durante a semana à noite, mas só o pensamento de cair e ficar molhado, nos fazia congelar. Então, fomos patinar na sexta, no meio do dia, com o sol a pino, a gente só não sabia que sexta era final de semana para os novaiorquinos.
De qualquer forma não teríamos outro dia, então lá fomos nós.

No começo tudo foi meio desengonçado. Primeiro o Pedro ficou do lado de fora tirando foto. O Pi foi o mais corajoso e logo, logo, se soltou e patinou. Eu e a Taly também saímos de perto da beiradinha, mas só para tirar foto rsrsrs. Eu precisava do meu apoio (Pedro) para conseguir patinar, então eu saí um pouco para tirar foto enquanto o Pedro dava um volta.

As instruções do Pedro foram: dobrem os joelhos, inclinem para frente e patinem. Já tinha ouvido isso quando fui esquiar, mas por extinto eu só caía para trás (no esqui). Acho que eu fui a única pessoa que conseguia cair em cima da trava que soltavam os esquis =). Voltando à patinação, pensei que eu ia me sair pior. No começo o Pedro me ajudou dando a mão e depois aos poucos fomos nos soltando... O Pi e a Taly também estavam super bem até que alguém inventou de "apostar corrida", aí que aconteceu. Quando eu e o Pedro vimos a Taly estava no chão, parecia um tombo normal, mas ela caiu para trás e apoiou na mão de mal jeito. Conseguimos gelo e ela ficou quietinha.

Por insistência dela, voltamos a patinar, com um olho no gelo e outro nela, até que uma hora vimos o Pi nos chamando. Parece que eles foram tirar a bota e o braço que estava apoiado na perna caiu, deu um jeito e começou a doer. Ela estava chorando e eu fui pedir ajuda na enfermaria. Só um adulto podia acompanhá-la, aí eu fui. A "enfermeira", não sabemos se era ou não, perguntou o que tinha acontecido, eu expliquei e aí ela começou a pedir um monte de dados da Taly, como todos os nomes eram em Português, tive que soletrar tudo. Pelo amor de Deus, quem mandou pegar o ALBUQUERQUE do meu irmão? Olha o tamanho do nome para soletrar! Depois disso ainda veio o nome gigante da rua, a cidade, já nem sabia mais qual letra era qual, misturei tudo, ainda bem que ela sabia escrever Brazil (com z, mas tá bom!). Quando a moça examinou o braço dela ela falou que achava que não tinha quebrado, mas que não podia falar nada com certeza e que por isso era para ela ir à um hospital.
Depois que o Filipe quase desmaiou quando viu a Taly saindo com uma tipóia no braço, eles decidiram não ir para o hospital. Então fomos almoçar...
Essa foi a visão que o Pi teve e quase desmaiou... oh dó!

A Taly ainda estava sentindo dor, por isso eles resolveram voltar para o apartamento e iriam aproveitar para arrumar as malas. Eu e o Pedro continuamos com o planejado, Empire States.
Chegamos lá e tivemos que enfrentar uma baita de uma fila. Subimos de elevador até o andar 80, na fila, nos avisaram que poderíamos chegar ao andar 86 pelas escadas em 5 min ou por elevador em 20. Claro que escolhemos as escadas, mas me arrependi depois do primeiro lance, quando minha coxa começou a tremer. Eu estava muito cansada. Tínhamos andado metade do Central Park, depois fiz mó força para patinar, andamos ainda até o Empire States, será que não tinha como eles colocarem um sofá bem na beiradinha da grade lá em cima? rsrsrs...
No começo estava frio, tiramos fotos de todos os lados, aí o sol começou a se pôr e começou a gelar... Corremos para a parte fechada. O Pedro, com todo o entusiasmo de fotógrafo, voltou e tirou mais fotos durante o anoitecer, depois correu lá para dentro. Esperamos um pouco, quando ficou bem escuro e o pessoal começou a ir embora, fomos tirar mais fotos. Aí foi a minha vez, fotos noturnas... nessa hora estava congelando, não estávamos tintindo nadinha, então achamos melhor entrar e ir embora.

Essa cara feia é de frio.

No total ficamos umas 2 horas lá em cima e tiramos MUITAS fotos. Queríamos que o Pi e a Taly vissem pelas fotos o que a gente tinha visto pessoalmente. Olha eles enquanto isso...

Quando descemos, passamos na Macy's, que fica bem na esquina. Ela é a maior loja do mundo. Eu fiquei horrorizada, impossível de ver tudo em um dia. O Primeiro andar eu vi quase todo, depois passeamos pelas escadas rolantes e só vimos o que estava no caminho para pegar a escada para subir =)...
Fomos para casa e para facilitar, pedimos uma pizza e dormimos muitooo. Quer dizer, a Taly não conseguiu por causa do braço... acho que isso foi desculpa, ela não conseguiu dormir porque o dia seguinte era o último =(...

2 comments:

  1. Quem diria que um tombinho bobo desses geraria tanta dor de cabeça né...

    Agora, tirando isso o passeio foi ótimo! o Central Park é simplesmente MARAVILHOSO!

    ReplyDelete
  2. Estou muito feliz por esse tempo que vocês puderam passar juntos! Graças a Deus por isso!
    Saudades! bjos!

    ReplyDelete