Saturday, July 30, 2011

Uma olhadinha no meu caderno de receitas...

Não sei se com vocês acontece isso, mas eu esqueço de umas receitas que eu gosto muito e depois que eu lembro delas eu esqueço das outras e assim vai. Quando a gente estava em Miami, lembrei de uma que a Tia Beth me ensinou, o bombom aberto.

Adorei aprender essa receita porque eu amo bombom de morango. Durante a faculdade eu comprava de uma menina, mas era tão disputado que eu tinha que encomendar o meu para todos os dias do inverno, época do morango. Depois que saí da faculdade, a única oportunidade que tenho de comer eles são nos aniversários da Sarah. Lú, por favor nunca deixa de pedir para a Rose fazer eles e além disso, não deixa de me convidar não, tá?! rsrsr...

Voltando... essa receita pode ser feita com morango ou com uva.
Colocar os morangos para secar em papel toalha, assim depois que a sobremesa ficar pronta não solta água. Depois de secar, distribuir em uma vasilha;

Fazer o creme branco, tipo pavê, e depois colocar em cima do morango;
Esse meu creme branco ficou meio empelotado, acho que é o leite condensado que tem aqui, quando fiz com o Moça, ficou lisinho...
Derreter o chocolate no microondas, com cuidado para não queimar e colocar por cima de tudo;

Esqueci de tirar uma foto de lado para vocês verem como que fica, mas acho que dá para imaginar, né?

A quantidade de morango de creme branco e chocolate depende do seu gosto. Eu gosto com muito morango, então eu usei duas caixas e meia de morango, duas receitas do creme branco e duas barras de chocolate para um pirex grande.

Bom apetite!

Último concerto de verão...

Na última quinta feira aconteceu o último concerto de verão no Zoo. Como não tínhamos ido em nenhum outro dia, achamos que esse seria uma boa oportunidade. Além disso, a banda que tocou, Tab Benoit, é uma banda de música country, bem tradicional daqui da região.
Olha quem estava do lado de fora ouvindo o concerto...
Se quiserem ouvir um pouquinho da música country, AQUI vocês conseguem ouvir uma das músicas dessa banda...

Beijos...

Sunday, July 24, 2011

Key West

Quem vê o tempo que eu estou demorando para escrever esse post até pensa que eu estou muito ocupada, mas isso nem é verdade. A verdade é que a inspiração está passando longe daqui de casa. Independente disso, resolvi escrever e vocês me desculpem se ficar meio ruim, o mínimo que posso fazer então é colocar muitas fotos e escrever menos. Bom, esse é o plano, mas tudo pode mudar daqui para frente!

Quando planejamos a nossa viagem para Miami, separamos dois dias para ficarmos em Key West. A idéia inicial era ir durante a semana porque estaria mais vazio e pensamos que seria mais barato também. Quarta-feira preparamos tudo para ir, mas não sei por qual motivo não olhamos a previsão do tempo. Quando tinha mais ou menos 30 minutos que a gente estava viajando, começou uma chuva tão forte que estava difícil de enxergar a estrada, resolvemos olhar a previsão e vimos que ia chover todos os dias da semana, mas que o tempo ia melhorar no final de semana. Resolvemos então encurtar a viagem e ir no domingo.
Primeira foto foi a gente indo e a segunda a gente estava voltando depois de olhar a previsão do tempo. Acho que o tempo estava brincando com a gente, quem também teve essa impressão?

Key West é a ilha mais ao sudeste dos Estados Unidos. Fica a três horas e meia de Doral Isles, local onde a família do Pedro mora. É cercada por recifes de corais e por isso é muito famosa pelos passeios de barcos e mergulhos.

A viagem é bem agradável, pegamos a rodovia 1 e fomos descendo de ilha em ilha por meio de pontes.
Dessa vez o tempo colaborou e pegamos um super sol e consequentemente um super calor =).
Mapa da cidade de Key West

Começamos a passear pelo sul da ilha:
O ponto mais ao sudeste dos EUA

O borboletário de Key West é muito lindo. Ele não é muito grande, mas para quem gosta de borboletas, pássaros e plantas vai adorar. Você paga por um passe que te dá livre entrada qualquer hora do dia e quantas vezes você quiser. Passamos mais de uma hora lá, principalmente por que estávamos tirando fotos...
Mapa com as espécies de borboleta por local no mundo



Museu do Farol:
Museu do Naufrágio:
Fábrica de brinquedos:
Museu de Arte:
Kilômetro zero da rodovia 1:

Enrolando nas praias para ver o por do sol.
As praias de lá não são muito boas para nadar, pois na parte mais rasa tem bastante alga e é meio suja. O melhor mesmo é sair com os barcos para fazer mergulhos mais em alto mar. No final do dia, o point da cidade é o pier, onde tem uns shows feitos por hippies, que é bem parecido com o que a gente vê nos sinais de BH.

Espero que vcs tenham gostado!

Saturday, July 16, 2011

Miami

Quando estávamos preparando para vir para Wichita, muitas pessoas comentaram que ficaram felizes porque teríamos a família do Pedro perto da gente. Bom, não é bem assim. Com certeza estamos mais perto deles do que quando estávamos no Brasil, mas de carro estamos a umas 28 horas de distância, longe né?
Tentamos várias vezes ir para lá, assim como eles também tentaram vir para cá, mas nada tinha funcionado.
No dia 20 de junho foi o nosso aniversário de casamento e pensamos em viajar para um lugar legal para comemorar e pensamos porque não ir para algum lugar perto de Miami? Decidimos então ir para a casa dos pais do Pedro e viajar para Key West em comemoração ao aniversário e foi isso que aconteceu há uma semana atrás.

Chegamos em Miami no sábado de noite, quando pousamos no aeroporto parecia que estávamos no Brasil. Foi uma pré-sensação de quando vai ser quando chegarmos no Brasil. Foi muito bom ver rostos familiares de novo.
No dia seguinte, depois de colocar o papo em dia até umas 3 da madruga, fomos para a praia. Pegamos trânsito, pessoas sem educação, ouvimos busina e demoramos 1 hora para achar um lugar para estacionar o carro perto da praia, o que fez a gente perceber que não estávamos no Brasil era que não tinha "tomador de conta de carro".
Valeu a pena a espera por uma vaga, porque a água estava tão quente, que foi a primeira vez que não demorei para entrar no mar e que não fiquei evitando da água bater na minha barriga e nas minhas costas. Nossa... como eu estava com saudade de praia, quer dizer, continuo com saudade, porque não tinha ninguém vendendo milho, nem coco, nem canga =)...

Depois da praia fomos para casa da Pri, estava super empolgada para conhecer meu sobrinho! Quando chegamos ele já estava dormindo, mas gente, ele é fofo demais!
Tia Ângela não foi porque pegou a gripe do Brasil ...

No dia seguinte foi dia 4 de julho, independência dos EUA. Fomos assistir os fogos no parque como uma normal família americana. Quer dizer não tão normal, tínhamos um Power Ranger entre nós... Estava lotado e mais uma vez demoramos mais de uma hora para parar o carro, mas valeu à pena, porque os fogos foram muito bonitos.
Power Ranger tentando encontrar com os outros, vermelho, verde e amarelo...

Quase todos os outros dias foram chuvosos. Aproveitamos para fazer umas comprinhas, pois achamos que os preços estavam bem melhores que os de Wichita. Além disso curtimos a família...
Cada um tem um jeito diferente de curtir a família, esse é o deles =)
Tive que me segurar perto do Joshua, quem aguenta essa fofura toda?!
Agradecemos a Deus pelo tempo tão precioso que pudemos passar com a família, foi muito bom!

P.S.: No próximo post escrevo sobre a comemoração do nosso aniversário de casamento em Key West.

Saturday, July 2, 2011

Férias...

Passei aqui para dizer que estamos saindo de férias e por isso o blog vai ficar um pouquinho parado. Enquanto isso vou colocando fotos de onde passarmos no Facebook e no twitter.
Bjos!